Páginas

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Coisas interessantes do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Olá, Leitores!

Como a ortografia de nossa língua é objeto de lei, por que não curtir o fato de que coisas interessantes surgem com ele?

Antes escrever "económico" com acento agudo era errado no Brasil e certo em Portugal, por sua vez, "econômico" era exatamente o inverso. Agora, valem os dois... eba!! :-)

Outros casos:

econômico/económico
acadêmico/académico
fêmur/fémur
bebê/bebé
forma/fôrma
colónia/colônia


Delícia! Se meus alunos me perguntarem qual a forma correta (se com acento agudo ou circunflexo), não terei dúvidas: tanto faz!!!

Apesar de a tendência ser a de manter o que sempre fizemos, nada impede de usar a outra forma, que agora é válida em toda a lusofonia! Claro!... desde que o acordo 'pegue'.

Para saber mais, veja a coluna de Carlos Alberto Faraco em www.cbncuritiba.com.br

Abraços!

ALT+F4

3 comentários:

Ramonroll disse...

Isso veio para simplificar, e complicando assim eles acham que dará certo.

Se era pra simplificar, que abolissem(ou abolicem?) os acentos(ou assentos?) para que realmente pudéssemos(ou pudêssemos?) assimilar essas mudanças como uma simplificação e não um novo problema.
É mais complicado do que parece, e mais simples do que pensamos.
O difícil é encontrar a trégua(Ou trégüa?) nessa batalha interna e constante que nos pega de surpresa a cada nova e simpes dissertação ou narrativa.

Vivam os blogs e a vista grossa para as regras gramaticais.

Ramonroll disse...

Elaborei um comentário.. mas o blogspot recusou sem um porque... então ficam aqui meus cumprimentos(ou comprimentos?) rs.
Abraço professor.

Marcos Carreira disse...

Na verdade, Ramon, ficou mais simples. No caso das palavras citadas, tanto faz um acento ou outro. O problema de abolir ou de adotar uma forma, é que ambos os lados puxariam a sardinha para o seu lado...
Agora, está aberta a corrida, a forma que vingar poderá ser a oficial daqui a algum tempo.
Abraços